Compartilhar

Nome deve sinalizar e mostrar ao público que a marca é mais que redes sociais.

De acordo com o site The Verge, Facebook mudará de nome para se aproximar mais de seus usuários, e mostrar ser mais que uma rede social. O cofundador e CEO, Mark Zuckerberg falará na conferência anual Connect da empresa em 28 de outubro, com o objetivo de mostrar o desejo de estar no campo da tecnologia no geral, não apenas no males que as redes sociais pode trazer.

Como um exemplo de como eles querem estar dentro desse universo da tecnologia, foi um dos últimos anúncios que a empresa fez, sobre os óculos de realidade aumentada, onde Mark Zuckerberg acredita se tornar mais comum que o smarthphone hoje em dia.

Por se tratar de uma importante decisão, o assunto ainda está fechado até mesmo para pessoas de dentro da empresa, discutida apenas entre a liderança.

Além dos comentários de Zuckergerg, o Facebook tem dados passos e se posicionado para um maior foco na próxima geração da tecnologia. O metaverso é um dos focos para os próximos anos, montando uma equipe especializada e focada em criar o mundo compartilhado, totalmente digital.

A estratégia de mudança de branding foi adotada em 2015 pela empresa Google, cansado de ser apenas o motor de buscas, o Google se reorganizou sob o guarda-chuva da Alphabet, um conglomerado que hoje abriga, além do conhecido buscador, também o Android, YouTube, Calico, Waymo, Google X, Deep Mind e outros. Assim, o Facebook, com um quadro de mais de 10 mil funcionários, pretende evoluir “para uma empresa “metaversa”, segundo Zuckerberg.

Uma boa aposta de marca seria Horizon, o nome da futura plataforma online anunciada pelo Facebook em agosto como um ponto de partida para o metaverso. Nas Horizon Workrooms, profissionais usando o Oculus Rift 1 entrarão em reuniões virtuais com seus avatares pessoais.

 

Atualização do Instagram.

Falando ainda da mesma empresa, porém agora do famoso Instagram. Está chegando novidades na plataforma e agora os stories que tinham apenas 15 segundos vai passar a ter 60 segundos.

Postar pelo computador

Demorou anos, mas finalmente vai acontecer: o Instagram permitirá que seus mais de 1 bilhão de usuários publiquem em suas contas via web, a partir de um navegador. Isso significa que, enfim, você poderá usar seu computador com Windows, Linux ou Mac para enviar fotos ao seu próprio perfil ou àqueles que você gerencia, algo muito útil para profissionais das mídias sociais. 

Lives agendadas 

Novas ferramentas para facilitar a organização e realização de lives. Agora, os criadores de conteúdo poderão trabalhar melhor suas transmissões ao vivo e gerar expectativa com o agendamento prévio de até 90 dias, o compartilhamento de novidades sobre a live e a configuração de lembretes para o usuário.

O Instagram não para e tem tornado o aplicativo cada vez mais tendência entre os jovens, tomou cada vez mais o espaço e tem cerca de 40% mais audiência que o Facebook.


Facebook mudará de nome