Compartilhar

No dia a dia do mercado podemos perceber que, não importa o quão bem você saiba vender, ou o quão inovador é o seu projeto, se você não atinge seu público alvo.

De nada adianta você ter um salão de manicure e pedicure com os preços mais baratos possíveis sendo que naquele bairro ninguém procura por preços baixos, ou criar uma loja de esportes numa área social festiva onde ninguém sequer leva o cachorro para passear.

homem estressado por não vender

Uma das etapas mais importantes na produção do seu projeto é justamente você pensar e definir para quem você quer vender. Determinado produto não é vendido com o objetivo de uma criança comprar, assim como determinado produto não é vendido com o objetivo de um adulto comprar.

Por isso, preparamos um conteúdo para responder as questões:

  1. O que é o “meu público alvo”?
  2. Qual a diferença entre público alvo e persona?
  3. Como conquistar o público alvo?

O que é o meu público alvo?

Público-alvo é uma parte do meio consumidor que o seu projeto quer atingir. É construído todo o projeto a partir dessa fatia de pessoas consumidoras. O grupo tem:

  • Mesma idade;
  • Mesmo sexo;
  • Mesmo gosto musical;
  • Mesmo gosto por determinados lugares de lazer;
  • Mesmo estrato social;
  • Mesmo gosto por determinadas atividades;

entre outros.

É bem simples, não é?

Basicamente, o público alvo é uma parcela da sociedade que é o par perfeito para o seu anúncio, essas pessoas se encaixam perfeitamente com o que você vende: você deseja vender algo e elas anseiam por comprá-lo.

É necessário ressaltar que o público-alvo está diretamente relacionado com os serviços que você oferece, então, a movimentação financeira da sua empresa depende do seu público alvo.

O Público Alvo

Você, como empresa, deve entender que existem outras empresas competindo com a mesma faixa de pessoas que você, e o que fará o seu cliente adquirir seu produto e não o do concorrente é o seu diferencial. O bom planejamento ao redor do público-alvo, sabendo o que ele gosta/quer, facilita e muito a sua venda.

Porque encontrar o Público Alvo

  • Para vender, é necessário vender para alguém.
  • Para falar, é necessário falar com alguém.
  • Escrevemos para alguém ler.
  • Queremos as curtidas de alguém.

Percebe o valor que o “alguém” tem no seu negócio? Este alguém é o público alvo que você procurará atingir.

 A definição perfeita do seu público-alvo engloba uma série de informações sobre os hábitos de consumo, gostos, regiões que frequenta, estrato social, dentre outras informações que são necessárias para definir o seu público alvo.

Qual a diferença entre público-alvo e persona?

É muito comum quando estamos começando a entender o público-alvo o achar um tanto quanto generalizado, muito abrangente e querer começar a definir, como se fosse uma pessoa própria. Isso é um erro e vou te explicar por quê!

Saber a diferença entre público-alvo e persona ajuda (e muito) na hora de criar uma marca, um produto e dar aquele start no seu projeto.

Pensar como sua persona

Muitos empresários se perdem nesta etapa e, acabam encontrando o fracasso, pois seus investimentos não estão gerando o retorno financeiro esperado, e em sua maioria, colocam a culpa no próprio produto. Na maioria dos casos, esses problemas ocorrem pelos erros em distinguir público-alvo e persona.

Público alvo

Como já foi explicado antes, o público-alvo é uma fatia da sociedade consumidora que tem interesses semelhantes com outras pessoas, que juntas, formam um grupo de pessoas que compram as mesmas coisas

São as pessoas para quem você foca os seus anúncios para vender.

As informações comumente usadas para definir o público-alvo são:

  • Idade;
  • Sexo;
  • Nível educacional;
  • Poder aquisitivo;
  • Classe social;
  • Localização;
  • Hábitos de consumo.

Por exemplo: Escreve-se um livro para atingir meninos de 12-21 anos, que estão na escola básica, classe B, com renda média entre R$400 e R$600 que os pais disponibilizam, apaixonados por fantasia e ficção.

Uma empresa sem um público-alvo é como construir uma casa sem uma parede, em algum momento irá dar problema e irá ruir. Você irá investir muito dinheiro, mas não irá ter um retorno.

 Um exemplo bem simples:

Você não pode criar uma loja de automóveis, ou de acessórios automobilísticos, com a faixa etária sendo menor de dezoito anos, certo? Tudo sempre deve estar de acordo e bem definido.

Na empresa, pode-se ter vários produtos para atingir diversos públicos-alvo, mas um produto nunca irá agradar o mundo todo. Sempre procure a sua parcela consumidora, não fique “atirando para todos os lados”.

Persona

Para o marketing, a persona é o seu cliente ideal.

É um personagem que você irá criar, com todas as características que um consumidor seu deve ter. São desenvolvidos com base no público alvo e podem ajudar a direcionar as ações de marketing.

Ela é, basicamente, o cliente que você sempre esperou que aparecesse na sua loja, que ama o seu produto tanto quanto você e o seu esforço não está em convencê-lo que o seu produto é bom, mas sim que é o melhor, fidelizar este cliente.

Concluindo o texto com pessoas plaejando

A persona é muito mais aprofundada e detalhada que o público alvo, pois o perfil que você constrói não é uma fatia generalizada de pessoas com gostos semelhantes, mas uma pessoa específica, com pensamentos e gostos específicos, que juntas, formam o seu público-alvo.

Dentre as características de análise procuramos perceber:

  • Características da pessoa;
  • Poder aquisitivo;
  • Estilo de vida;
  • Interesses;
  • Redes Sociais;
  • Informações sociais.

Por exemplo:

Luís, 24 anos, jornalista. Mora em Santo André, em São Paulo. Tem sua formação em jornalismo, trabalha para uma revista renomada, tem uma coluna sobre política. Sempre está em congressos, plenárias e atividades políticas. Se preocupa que as pessoas estejam sempre informadas e mantém suas redes sociais para gerar debates. Nas horas vagas ele toca violino, estuda italiano e faz yoga.

O público-alvo é o olhar macro (o geral), enquanto a Persona é um olhar micro (o específico).

Conquistando o público alvo.

No mundo real estamos acostumados com vários cartazes, panfletos, fachadas e tudo que você conseguir imaginar para chamar atenção das pessoas. Apesar de ser semelhante, o mundo virtual é bem diferente.

consumidor que você procura é uma pessoa igual a você. Ela tem um e-mail, sites favoritos, vídeos que gosta de assistir, procurando alguma curiosidade etc.

E seu produto pode estar exatamente neste e-mail, site, como anúncio no vídeo, no site de curiosidade e afins. Isso é o que chamamos de presença virtual. Seus banners e panfletos físicos se transformam em anúncios online, com publicações e barras explicando por que seu produto é diferente e importante na vida dela.

Conclusão

É importante desde o início do seu projeto você definir como irá atingir o seu público-alvo, além disso, quem é o seu público-alvo.

O público-alvo é quem irá impulsionar seu trabalho, fazer com que ele seja rentável e te traga um retorno.

Andrey Assunção

Andrey Assunção

Andrey Assunção em Make Vendas
Eu e todo o time da Make Vendas acreditamos que qualquer micro e pequena empresa pode alavancar suas vendas em alta velocidade com uso de ferramentas e métodos simples e de fácil aplicação, que contribuam para o crescimento do seu faturamento e geram riqueza de forma sustentável aos seus proprietários e colaboradores envolvidos, com o único objetivo de realizarem seus maiores sonhos.
Andrey Assunção