Compartilhar
image_pdfFazer download do artigo

Um problema comum entre empreendedores de qualquer segmento é a prospecção de leads.

Nos costumes mais antigos do mercado, costumava-se fazer ligações para qualquer possível cliente e tentar fechar uma venda a todo custo.

Ao longo dos anos percebemos que esse formato não era efetivo e hoje contamos com novas formas de trabalhar os leads, como o Marketing Digital!

Dentro do cenário online é possível minimizar os esforços e focar em leads qualificados, que estão mais propensos a ter afinidade com o seu produto ou serviço.

Assim, o cronograma da sua equipe ficará muito mais rico e funcional. Enquanto a equipe do comercial concentra-se apenas em clientes em potencial, sua equipe de marketing trabalha “esquentando” os leads.

Como atrair clientes?

atrair clientes

Há muitas formas que você pode usar o Marketing Digital ao seu favor, principalmente para nutrir leads. Dentro do seu alcance orgânico, você automaticamente atinge o cliente que já possui afinidade com o seu segmento e também os que não tenham interesse no primeiro momento.

Mas a segunda opção não é um problema, é possível trabalhar esse usuário com Funil de Vendas para que na segunda oportunidade ele já entenda sobre o seu produto ou serviço e passe a considerar a sua marca.

Você e a sua equipe precisam estar preparados para atingir esse público de forma impactante e nutritiva.

Atenção

Apesar de todos os esforços e foco para repassar clientes qualificados para o comercial da sua empresa, ainda assim é possível que os leads não estejam prontos e seja necessário voltar a trabalhá-los dentro do funil.

É bom identificar o lead frio?

Como já conversamos, separar os clientes que ainda não estão prontos para venda é essencial para o comercial não “perder tempo”.

Imagina só se você e a sua equipe tiverem que utilizar tempo e recursos com clientes com baixa probabilidade de fechar a venda ou até mesmo que ainda estão em processo de decisão. Irá gerar uma sobrecarga na equipe e até prejuízo, no caso de uma contratação desnecessária para atender a demanda desqualificada.

Trabalhe com esse cenário:

Lead qualificado tem maior potencial de fechar venda
=
Equipe motivada pelo sucesso e mais produtiva
=
Conversas mais agradáveis e simples
=
Tempo otimizado
=
Menos custos

Sinais que o lead ainda não está pronto

É possível identificar sinais que caracterizam o lead como frio e devem ser evitados:

  • Leads fora do alcance

É possível identificar que a chance de conversão naquele momento é nula quando a proposta que o cliente deseja está fora do que a sua empresa oferece; quando é preciso insistir, tornando até uma experiência desagradável; falta de conexão entre o cliente e o vendedor.

  • Baixo poder de decisão

No primeiro contato já podemos identificar quão demorado será o processo até o fechamento. O principal fator é o tamanho da empresa, se muito grande é certo que levará várias etapas até finalizar o contrato – isso porque quanto menor o cargo, menor a probabilidade de possuir autoridade de fechar um negócio, logo a negociação terá que ser discutidas com a diretoria da empresa.

O mesmo pode ocorrer com empresas menores que possuem sócios.

  • Problema não esclarecido

O primeiro passo de qualquer cliente é primeiro entrar em contato com a empresa para se informar mais sobre o produto ou serviço.

Esse contato pode ser por pesquisa nas redes sociais ou site, ligação, e-mail, “fale conosco”, entre outros. Por isso é extremamente importante a linguagem de todos os seus canais de comunicação estarem interligadas, com o maior número de informações – de forma clara e dinâmica.

Outro ponto principal é que a sua equipe precisa estar com o atendimento afiado para esclarecer qualquer tipo de dúvida e transmitir segurança sobre a mercadoria. Durante o primeiro contato é preciso identificar as “dores” que o cliente possui e solucioná-las com o produto que você tem nas mãos.

Caso o cliente não tenha criado uma relação com a sua marca naquele momento, não o perca. A melhor opção é devolvê-lo ao funil para continuar alimentando-o até que o problema esteja claro e um novo contato seja feito.

  • Problema “ausente”

Acontece situações em que o problema na verdade não é um problema ou traz consequências muito pequenas para o cliente. E, se a solução que é oferecida não resolve um problema do cliente é muito provável que o processo de vendas seja deixado de lado ou que ele deixe de ser um cliente quando for feito uma redução de custos. Portanto se preocupe em sempre criar um senso de urgência referente ao seu produto ou serviço, o seu cliente precisa sentir que realmente necessita de você!

  • Cliente “vendido”

Quando o cliente pesquisa sobre o produto, é comum ter diversas propostas em mãos. Essa é a hora de “tirar a carta da manga” e mostrar os diferenciais que a sua empresa pode oferecer. Por isso é sempre bom um planejamento e um roteiro a seguir com novos clientes, se você entregar todos os benefícios de uma vez ao cliente, não terá argumentos para surpreendê-lo em momentos como esse, e a negociação viraria apenas uma tentativa de convencimento.

  • Lead “oculto”

Esses leads não estão interessados no produto/serviço da empresa, eles estão apenas interessados na forma de funcionamento da empresa. É comum encontrarmos pelo mercado empresas que realizam “cliente oculto” para entender a dinâmica de empresas concorrentes, e é possível identificá-los quando estão mais interessados em questionar sobre o funcionamento dos processos de vendas da empresa, quais são os tipos de empresas que são os seus clientes, especialização de funcionários, etc. Caso haja um lead com este perfil, provavelmente ele nunca será de fato um cliente.

  • Falha de comunicação

    Falha de Comunicação deve ser resolvida!

O lead não está sendo claro sobre qual é o objetivo e problemas que ele está buscando através da empresa, responde às perguntas de forma evasiva, não faz perguntas a respeito do produto/serviço. Esses leads podem requisitar um grande tempo no processo de vendas, vale considerar se vale o tempo investido para conquistar esse tipo de lead.

Os motivos para um cliente não estar qualificado são infinitos, mas esses são os principais que o cliente Make Vendas encontra pelo caminho e que ajudamos a contornar a situação.
Quando uma empresa nos procura como agência, interessado em Marketing Digital, pedimos a média de 3 meses de investimento online, justamente para que aconteça os ajustes e adaptação de mercado.

O cliente precisa tomar conhecimento e confiabilidade no seu produto ou serviço e você também precisa alinhar a melhor forma e estratégia para atendê-lo e convertê-lo para o seu negócio.

Hoje temos uma cartela de clientes com sucesso de Campanha no primeiro mês e outros que precisam de suporte para alavancar a estratégia, é aqui que está o nosso diferencial!

Nossa equipe é especializada para realizar ajustes e testes para que os seus anúncios nunca esfriem, além de todo o suporte e conhecimento que o nosso comercial pode te contar passo-a-passo.

QUER RECEBER UMA CONSULTORIA?
ENTRE EM CONTATO COM A MAKE VENDAS!