Compartilhar
image_pdfFazer download do artigo

O Marketing Digital está para o e-commerce assim como o Steve Jobs está para a Apple, quer prova?

A 38º edição da pesquisa Webshoppers (2018), feita pela Ebit em parceria com a Elo, anunciou que o faturamento do e-commerce, em 2017, foi de R$ 47,7 bilhões e no ano passado houve o aumento de 12% só no primeiro trimestre. Para 2019 a previsão é de que haja o aumento de 15% logo nos primeiros meses do ano.

O modelo de loja virtual tem ganhado grande espaço no Brasil, isso fica cada vez mais claro com o número de procura x oferta feita pela internet. Afinal, em pleno século XXI as pessoas estão a procura de praticidade e diversidade, tanto em produtos, como de empresas.

Pela internet a gama de opções é gigante e o cliente não corre o risco de sair de mãos vazias por não encontrar o produto X. Por isso você precisa se destacar dos seus concorrentes e sempre estar preparado para atender às possíveis necessidades do usuário.

Mas existe um porém, um negócio online funciona da mesma forma que um negócio físico, você precisa estar sempre presente, demanda estoque, bom atendimento, relacionamento com público e fornecedores. Mas a “vitrine” do negócio online é a internet, então deve existir um planejamento estratégico para divulgar a marca de forma crescente, conseguir alcançar clientes e vender.

Mas o que tem o Marketing Digital a ver com isso?

TUDO! A internet tem dominado o mundo, já falamos muito disso por aqui. Principalmente para você de vendas, quanto antes se adaptar a essa realidade, mais fácil será a sua transição e mais cedo virá o lucro da sua empresa!

O Marketing Digital, de performance, traz muitas soluções ao seu negócio, inclusive a mais importante: atrair leads e convertê-los em clientes.

Por isso que trabalhar com e-commerce exige uma dedicação especial para suas ações de marketing, que são bem diferentes das que são feitas para o negócios offline.

Mas não se preocupe, separamos 9 dicas de marketing digital para e-commerce para que você possa impulsionar as suas vendas online e conquistar o sucesso na sua loja virtual.

Compras online

Para começar, o “segredo” está em vender no momento certo para quem está realmente pronto. É aí que o Marketing Digital, de performance, entra. Você precisa:

  1. Traçar um plano de négocio ;
  2. Valorizar o seu produto;
  3. Identificar o perfil do cliente;
  4. Segmentar a comunicação da sua divulgação;
  5. Entender a origem das suas vendas;
  6. Acompanhar e analisar resultados;
  7. Investir no e-mail marketing;
  8. Investir nas Mídias Sociais;
  9. Oferecer benefícios.

Vamos lá entender um a um?

1. Trace um plano de negócio

A palavra “crise” tem feito parte do nosso dia-a-dia, mais do que gostaríamos. Se tornou comum vermos negócios fechando prematuramente, mas há outra razão: falta de planejamento.

Não existe exceção, se você é um empreendedor, precisa se programar para ter sucesso quando colocar os seus produtos ou serviços a venda.

O plano de negócio será o guia para as ações estratégicas do seu e-commerce, assim, você terá os seus objetivos definidos, como metas e ações a curto, médio e longo prazo, e também um direcionamento em como atingi-los.

Dica: Não se esqueça também de planejar os investimentos que pretende fazer, tanto em relação ao dinheiro, quanto em questão de tempo que será dedicado para executar as ações.

2. Valorize o seu produto

O mercado e-commerce fica atrás apenas em uma coisa das vendas presenciais: não se pode ver ou tocar o produto antes de tomar a decisão de compra.

Mas isso não será um empecilho se você souber valorizar o seu produto ou serviço no meio online. Como? Não economize na qualidade das fotos, muito menos na quantidade: valorize os ângulos e detalhes, se você for um coaching, pode abusar das fotos dos seus eventos.

No caso aqui da Make, nós vendemos os nossos serviços baseado em depoimentos de clientes, olha como fica:

Depoimentos Make

Também forneça uma descrição completa do seu produto, valorize os detalhes, com todas as características, recomendações de uso, provas sociais (!), entre outros.

Leve em consideração que nas vendas online, o carrinho pode ser abandonado a qualquer minuto, seja por falta de interesse ou qualquer contratempo pessoal do cliente, por isso o conquiste de primeira e procure sanar todas as suas dúvidas para que se sinta seguro.

Dica: Ter um canal de comunicação de fácil acesso para o cliente, como um chat ou e-mail, também ajuda na decisão de compra. Assim ele conseguirá tirar suas dúvidas facilmente sobre o produto ou serviço.

3. Identifique o perfil do cliente

É de extrema importância identificar o seu público-alvo para segmentar suas ações, separe por: idade, localização, categoria de interesse, entre outros.

Para o segmento de e-commerce é importante definir objetivos e ações referente ao estudo da sua persona e quais produtos se adequam mais a ele, foque em identificar o comportamento online do consumidor: se acessa a páginas de produtos, se já abandonou o carrinho, se efetua cadastro, clica em email marketing, se há conversão em Landing Page, e etc.

Assim também fica mais fácil planejar e elaborar um calendário para divulgação e promoções que serão feitas ao longo da campanha.

4. Segmente a comunicação da sua divulgação

A segmentação pode ser realizada de acordo com os dados que o lead fornecer. Na hora do cadastro da landing page que criarmos, pode-se adicionar perguntas como “quais produtos costumo pesquisar” ou “com que frequência consumo produtos ou serviços pela internet”, sempre em busca de respostas que nos dê a oportunidade de analisar e traçar uma estratégia direta para esse público.

Também é possível agrupar pessoas pelo produto ou serviço que tenham adquirido. Se um grupo de clientes acabaram de comprar o seu curso online, que tal enviar agora uma oferta com a venda no seu material impresso? Procure sempre sugerir produtos ou materiais similares.

Lembre-se: Não dá pra tratar da mesma forma um cliente que comprou diversas vezes na sua loja e um visitante que estava “só olhando”!

5. Entenda a origem das suas vendas

Página do Facebook

Analisar quem comprou, em qual momento e por qual canal (Google, Instagram ou Facebook) vai te ajudar a investir no que já trouxe mais retorno.

A análise da estratégia de marketing digital e do histórico de leads (ambas ferramentas dominadas por nossos especialistas) são essenciais para entender o comportamento de compra dos seus atuais e futuros clientes.

6. Acompanhe e analise os resultados da Campanha

É comum nessa etapa ter acesso a inúmeros dados e relatórios de marketing, e o grande problema está em não ter um objetivo claro do que fazer com esse monte de número e informação.

Mas para garantir acompanhamento e soluções baseadas nessas planilhas, você precisa de um especialistas que gere resultados baseado nas métricas da sua campanha, e mais, de alguém que entenda como otimizar a estratégia.

Mas pode se acalmar, nós podemos analisar o seu negócio e te explicar como o marketing digital pode ajudar essa área do seu e-commerce.

Importante: A análise de indicadores é fundamental para a tomada de decisão em todas as áreas do e-commerce. Calcular o ROI de marketing digital do último mês, por exemplo, é uma excelente forma de provar o investimento em determinados canais e estar alinhado com a estratégia de vendas do e-commerce.

ATENÇÃO: Cuidado com as métricas de vaidade
Já sabemos que é preciso entender quais estratégias de marketing digital para e-commerce estão sendo efetivas ou não para o seu negócio lucrar, certo? Porém, não caia na armadilha das “métricas da vaidade”. Se preocupar com os visitantes e seguidores da sua página no Facebook é importante, mas não são elas que indicam se o seu investimento está dando resultado ou não.

7. O poder do e-mail marketing

Esse é o canal de quem busca ser o #1 em vendas e também para a empresa que busca uma ação efetiva de marketing digital para o seu e-commerce.

Você pode não acreditar, mas o e-mail ainda é um dos principais canais de relacionamento na internet. Olha só essa pesquisa feita pela Rock Content, em 2018, com mais de 2 mil empresas:

Pesquisa Rock Content E-mail marketing 2018

Então, podemos afirmar que se relacionar com o seu mailing de clientes, com frequência, é o ideal para que eles sempre se lembrem do seu negócio.

Mas, atenção! Não seja aquela empresa chata e invasiva, que lota a caixa de e-mail dos seus clientes com conteúdos vazios, dessa forma você pode andar para trás e perder os clientes que suou para conseguir até aqui.

Dica: Quem aqui nunca abriu um e-mail pela curiosidade do que estava escrito no título? Todo mundo, né? Então não se esqueça desse “detalhe”, uma boa campanha de e-mail marketing começa pela atração ao título.

8. Invista nas Mídias Sociais

Muita gente tem pensado que o Instagram é a nova ferramenta de vendas. E elas tem razão, até criamos um Guia de Como Lucrar Com as Redes Sociais para você.

Um verdadeiro empreendedor, não pode deixar de lado da sua estratégia de Marketing Digital para E-commerce, plataformas como o Facebook ou o Instagram.

Um bom conselho é: nas postagens, faça uma ponte entre o seu produto ou serviço e as pessoas que seguem a sua página. Por exemplo, se você tem uma loja virtual de produtos para barba e cabelo masculino, e já identificou que o seu público tem afinidade com o mundo do rock e motocicletas, o que fazer? Postagens com imagens atrativas desse segmento e uma legenda como “Marque aqui o seu amigo que gosta de fazer a barba ouvindo uma boa música”? Ações interativas ajudam na indicação do seu endereço na internet e no contato com os velhos e novos seguidores.

Dica: Não se esqueça de estudar e realizar ações que envolvam os anúncios patrocinados dessas mídias, para que seja possível adquirir leads e clientes por esse meio também.

9. Benefícios, é disso que o cliente gosta

Não tem jeito, para que você possa ter mais chances de adquirir um novo cliente, vai ter que disponibilizar uma condição especial para que ele faça a primeira compra.

Oferecer frete grátis, cupons de desconto, materiais como e-book ou webinário são estratégias que poderão ajudá-lo com essa questão.

Afinal, ações como essas mostram a disposição em levar o cliente para conhecer o seu negócio e também a estar cada vez mais presente em sua loja virtual.

Após essa primeira conversão, seu foco deverá ser entender o interesse de cada cliente para estimular uma recompra o mais breve possível. Para isso, conte com o apoio especializado dos Analistas da Make Vendas.

Com essas dicas será possível começar a trabalhar o marketing digital para e-commerce dentro da sua empresa ainda hoje. Porém, não se esqueça que os resultados não virão do dia para a noite e como a concorrência tem crescido cada vez mais, é preciso paciência para construir a reputação do seu negócio e gerar resultados satisfatórios.

LEVE O MARKETING DIGITAL PARA O SEU E-COMMERCE.